A minha fotografia
Nome:

M. Eugénia Prata Pinheiro

quinta-feira, julho 01, 2010

As histórias vão aparecendo...

Da agência Lusa, no Público:

O Tribunal de Loures vai enviar para a PGR uma certidão com declarações de um dos arguidos no julgamento de Mário Machado, dirigente da Frente Nacional, sobre alegados documentos de fluxos financeiros que envolvem familiares de José Sócrates. A acusação já tinha sido feita na fase de inquérito, mas não foram apresentadas provas. O arguido Rui Dias, um dos oito que estão a ser julgados em Loures pelos crimes de associação criminosa, extorsão, sequestro e outros, disse ontem em tribunal que "tem na sua posse documentos que referem o desvio de 383 milhões de euros", envolvendo "o tio, o primo e a mãe" do primeiro-ministro, José Sócrates.

Gestor financeiro na área de mercados de capitais, Rui Dias salientou que "por causa desses documentos" é que está detido preventivamente e a ser julgado juntamente com Mário Machado, líder dos Hammerskins Portugal, movimento conotado com a extrema direita. Rui Dias referiu que esses documentos "são originais e não cópias". Mário Machado, que também interveio depois de um juiz do colectivo ter anunciado a diligência para a PGR, garantiu que "os documentos estão em dois blocos escondidos em dois sítios diferentes". José Manuel de Castro, advogado de Mário Machado, referiu que o alegado dossier integra "comprovativos originais de depósitos e transferências de bancos em paraísos fiscais". Lusa

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home