A minha fotografia
Nome:

M. Eugénia Prata Pinheiro

sexta-feira, outubro 31, 2008

MANIFESTAÇÃO

15 DE NOVEMBRO

Os professores estarão de forma livre e espontânea, no dia 15, reforçando a luta contra a desastrosa política da educação e contra os três pilares em que assenta: o ECD e tudo o que dele decorre, como a divisão da classe em duas categorias e o actual sistema de avaliação, o modelo de gestão e a degradação da qualidade da escola pública.

Nesse dia, seremos os que formos! Seremos certamente aqueles a quem a História agradecerá uma determinação firme e redobrada, pela sua generosidade numa luta sem tréguas.

Porque acreditamos na LUTA, somos contra os Entendimentos com o ME, que nos prejudicam e amarram, e não queremos voltar a cair no marasmo, pós 8 de Março, apelamos à MOBILIZAÇÃO PARA DIA 15 DE NOVEMBRO!

Mantemos essa data, porque tal é a vontade de muitos colegas! É a nossa vontade! É a vontade dos Professores!

UMA ESCOLA! UM AUTOCARRO! DOIS AUTOCARROS! TRÊS...

DIA 15 DE NOVEMBRO, É PARA ARRASAR!

MOBILIZAR! RESISITIR! LUTAR!

TODOS A LISBOA DIA 15 DE NOVEMBRO! 14 HORAS, MARQUÊS DE POMBAL!

DO MARQUÊS DE POMBAL A SÃO BENTO!


5 Comments:

Blogger MCA said...

Li o seu comentário sobre o acordo ortográfico no De rerum natura.
Deu-me a curiosidade e vim ver o seu blogue. Uma prova de que não tem razão é que nem V. mesma (que aceita o acordo) consegue acertar com as novas regras escrevendo no mesmo post as mesmas palavras de forma diferente...
(Este é um comentário a um cometário seu em outro blogue, não precisa de o publicar).

7:05 da tarde  
Anonymous setora said...

Não sei a que texto se está a referir mas admito perfeitamente que tal tenha acontecido.
Voluntariamente deixo falhas ortográficas. Às vezes esqueço-me e fica tudo direitinho. Outras vezes falho involuntariamente. O mesmo acontece consigo - comentário, cometário. É a vida. E, apesar da falha, compreendi perfeitamente. Tenho por aqui (blogue) muitos textos sobre "escritas". Talvez possam ajudar a aceitar simplificações num tempo que se quer de acesso alargado ao texto.
Quanto ao acordo, pouco tempo tive ainda para o estudar. Lá irei.
Volte sempre.

12:45 da manhã  
Anonymous setora said...

Também fui de visita ao seu blogue. Descobri que afinal também vai adotar o acordo. Li O Senhor Dire(c)tor e lá descobri a "análise sintática. Garanto-lhe que o seu velho e estimado professor não deu volta no túmulo. Apesar da "falha" ortográfica ele gostará do texto. Eu gostei.

12:46 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Eugénia
Sintática é uma das palavras em que já tinha caído o "c", não é do novo acordo.
Mas há uma razão para isso (como para tantas outras em que a consoante muda já tinha desaparecido): sendo uma palavra esdrúxula (portanto, obrigatoriamente acentuada), o "c" perdeu a função fonética de abrir a vogal e tornou-se desnecessário.
O mesmo não acontece com Director que, sendo uma palavra aguda não acentuada (tal como sector e projector), tem na consoante muda a função fonética de abrir a vogal que a precede. Já em "condutor", o "c" caíu porque não tem qualquer função fonética.
Em todo o caso, não me repugnaria escrever "sintáctica", conductor" e "diccionário" e até "pharmácia" e "photographia". Tal como não me repugnaria voltar a usar o acento grave em palavras como "obrigatòriamente".
Há mais língua para além da fonética... se realmente escrevêssemos como falamos, então havia muito mais para mudar.
Se desligarmos a ortografia da etimologia, as palavras perdem o seu sentido, tornam-se meros sinais fonéticos como aqueles que aparecem nos dicionários para indicar a pronúncia.

Obrigada pela sua resposta,
Clara

12:48 da manhã  
Anonymous setora said...

Julgo que está enganada. Sintáctica ainda aparece com esta grafia em todo o lado. O anterior acordo não a alterou.
Já há muito que a ortografia se afastou da etimologia. Compete-nos (sou professora) chamar a atenção para a etimologia.
Mas o baile das palavras está para lá disto. E eu gosto das palavras ditas.
Algumas coisas podem estar a viciar a análise que faço disto. Trabalho numa escola de subúrbio, famílias de baixa literacia, muitos alunos vindos de diferentes partes do mundo. Por isto, escrever como falamos não me incomodaria. Sobretudo se falássemos cada vez melhor.
Mas ainda bem que trocamos algumas ideias sobre o assunto.
Abraço
Eugénia

12:50 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home