A minha fotografia
Nome:

M. Eugénia Prata Pinheiro

quarta-feira, janeiro 05, 2011

Muito sofre quem scuta...

Recebi por mail com autor devidamente identificado.

Boas!

Fui hoje à loja da ViaVerde.

Para os lisboetas desatentos, a malta aqui do norte começou a pagar SCUTs aqui há dois meses.
No entanto inventaram uma coisa a que chamam de discriminação positiva, que dá direito a 10 viagens de borla e 15% de desconto nas restantes.
É preciso efectuar o respectivo pedido nas lojas ViaVerde ou nos correios, ou na internet.
Parece fácil mas não é.
Eu fiz o pedido via net, e ganhei 60 dias para ir apresentar o comprovativo de morada.
Desde logo é intrigante pois ao fazer o pedido a morada já aparece na base de dados...
Entretanto, e como as filas na ViaVerde já ultrapassaram as notícias nos jornais, fui aos correios comprovar a morada, munido das indispensáveis papeladas.
- Que não, que uma vez que o pedido foi feito via net, o processo só pode ser completado junto da ViaVerde!
- Oh, menina! Esqueça que eu fiz pedido via net, faça de conta que estou a começar o processo.
- O computador, esse malvado, não deixa...
Depois de ter adiado o mais que pude, a ver se as filas na ViaVerde diminuíam, muni-me de muita paciência e dirigi-me hoje às 14h à loja da ViaVerde no Porto.
Passei de carro e tinha umas 5 pessoas à porta.
Nada mau, pensei.
Mais surpreso fiquei quando encontrei um lugar semi-legal para estacionar literalmente à porta da loja!
Aquilo tinha a porta fechada e gente lá dentro, e uns avisos a dizer que não distribuíam mais senhas desde que a hora prevista de atendimento ultrapassasse a hora de fecho.
Era, evidentemente, o caso.
Estava a ver que me teria que vir embora com o nariz mais achatado.
O que safou a coisa foi que uma das meninas, bem simpática por sinal, veio à porta e alguém lhe colocou uma questão, ao que eu aproveitei para colocar a minha.
Que hoje não distribuíam mais senhas.
Que os meus 60 dias estão a acabar.
Que hoje não distribuíam mais senhas.
Que incorro na possibilidade de ter que indemnizar a ViaVerde por não ter confirmado a morada na amável extensão do prazo que me concederam ao ter feito o pedido via net, por eventuais prejuízos para esta. (Não estou a delirar, vem no recibo do pedido feito pela net!)
Que hoje não distribuíam mais senhas.
Livro de Reclamações
- Faz favor de entrar...
Entrei.
A menina encaminhou-me para uma mesa onde já se encontrava um reclamante a preencher o grosso livro de quadruplicados.
Enquanto esperava, reparei que aquela mesa se destinava exclusivamente para o efeito.
Ele há coisas!...
Depois de retirar a cópia que lhe cabia, o reclamante entregou o livro a uma das meninas atrás do balcão das reparações dos equipamentos (cobram 5€ por mudar uma pilha), que o pousou fora do meu alcance mas em lugar visível.
Esperei que a menina largasse o ferro de soldar e pedi-lhe o livro.
- Para o que era?
Presumi que ela não esperava um: "Para reclamar, para o que havia de ser?", e resolvi explanar o que fazia eu ali numa tarde chuvosa de Janeiro.
- Dê-me os documentos do carro. Assine os recibos que imprimiu da net.
Desapareceu com os documentos enquanto eu assinava obedientemente os recibos.
- Hoje não posso mas amanhã meto-lhe isso (sic). Veja na net se o pedido está deferido.
- Obrigado.
Não me deu o livro. Não reclamei. Mas devia! Agradeci. Também devia.
Afinal, demorei 15min a tratar de algo que, bem vistas as coisas, não deveria nunca ter sequer que tratar, mas que pensava ir demorar a tarde inteira, ou mais...

Tenho dificuldade em tirar só uma moral desta história, que a ver vamos se fica por aqui, se me "metem isso" amanhã...

Abraços

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home