A minha fotografia
Nome:

M. Eugénia Prata Pinheiro

domingo, janeiro 11, 2009

Agora alguns presidentes de Conselhos Executivos

Mais um furto ao reitor.

Não Temam. Sejam Corajosos Porque A Coragem Pega-se!

Ontem, 139 (podia ser mais um...) PCEs de todo o país - ou melhor, quase todos do Norte e do Centro, que os de Lisboa e do Sul estão bastante adesivados - fizeram uma reunião histórica. Não me lembro de alguma vez um grupo de PCEs de várias regiões do país terem reunido, por sua iniciativa. Muito menos, para bater numa medida política do Governo.

Bastava isto para dar os parabéns a estes (as) Senhores (as). E logo no premonitório dia 10 de Janeiro...

O Ramiro conseguiu elencar 10 virtudes deste encontro. Não vejo tantas como ele.

Mas vejo algumas que ele não viu:

- Estes Senhores e Senhoras fizeram aquilo que a maioria dos portugueses não consegue fazer, embora comemore o 25 de Abril todos os anos: Erguer-se, Levantar-se, Endireitar a espinha.

- Estes 139 PCEs reuniram e discutiram um assunto que está no centro da agenda política, quentissímo, sabendo muito bem que o faziam contra a vontade do Governo, sabendo muito bem que desafiavam um Patrão cuja prepotência política aconselhava o silêncio e a imobilidade. Esta reunião está para o Governo como a lança está para a fera: é curta, mas não deixa de ser um dardo. E, se a fera perceber que a mão de quem segura a lança é forte, recuará.

- Estes 139 PCEs reuniram e discutiram um assunto incómodo para o Governo sabendo que a fera se prepara para os avaliar pelo SIADAP e que os directores regionais, com particular destaque para a Margarida "Popota" Moreira, os vão marcar bem marcadinhos. Mesmo assim, Ergueram-se mostrando que nem sempre o fraco rei faz fraca a forte gente...

- Estes Senhores e Senhoras PCEs decidiram mostrar a lança à fera. Para que ela a veja bem: durante a semana vão entregar à Ministra - que não os vai receber, quase punha a minha mesada - um manifesto contra o modelo de avaliação.

- E, pelo caminho, ainda tiveram tempo de trilhar as partes do Conselho das Escolas. O chã serve-se frio: "os PCE decidiram reforçar a posição do Conselho de Escolas, pedindo a suspensão do modelo de avaliação".

- E, sabiamente, anunciaram à fera que a caçada ia continuar no sábado, dia 7 de Fevereiro.

Foi pouco, dizem alguns, talvez os mais "corajosos" que ficaram em casa...
Foi muito, dizem alguns, talvez os que esperam que sejam os outros a defender as suas casas...
Quantos "poderosos" deste país, gente "forte", baixaram já a bolinha às investidas destes governantes?

Quantos "fortes" da economia, da finança e da política engoliram já em seco as mentiras e falsidades desta fera?

Quantos portugueses, gente "forte" já vergou a espinha e lambeu os sapatos dos ex-pastores dos montes Hermínios?

Eu faço-lhes a justiça de dizer que nem foi muito nem foi pouco. Foi talvez o necessário e certamente o possível neste momento e com as condições existentes.

Estes 139 PCEs fizeram aquilo que os seus "colegas", mais de mil, não conseguriram fazer. Estão de parabéns.

É claro que nesta altura da refrega, palavras já sabem a pouco...

Obviamente, estes PCEs e outros a quem consigam inocular um grãozinho de coragem e se lhes venham a a juntar, não vão conseguir fugir ao destino e dar o passo que falta. Se quiserem manter esta atitude de coragem e firmeza vão ter de pedir a demissão. Não terão outra saída.

É certo que a fera não lhes aceitará a demissão. Mas ficará o gesto. E em política, o gesto é tudo.

E também é garantido que terão a eleição garantida, lá para Maio, quando se candidatarem a Directores.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home