A minha fotografia
Nome:

M. Eugénia Prata Pinheiro

sábado, dezembro 20, 2008

Teatro ou regulamento interno ?

Prefiro o teatro. Andar a fiscalizar se os alunos estão a mascar pastilhas não faz o meu género. Só quando embrulham a língua ao ler ou falar, faço a chamada de atenção preferencialmente imitando a mascação e o embrulho - ó meu amigo, está a ver a triste figura que faz?

Às vezes há curta cena - metade da turma, em frente de todos, masca e os outros assistem. Trocam depois de posição. E o que se vê é tão inestético que convence!

Mas pelo teatro também se vai lá. E tivemos peça natalícia que agarraram com gozo. Uma opção simples PASTILHAS OU CEIA DE NATAL? com direito a revisão do aparelho digestivo e dos nutrientes



PASTILHAS OU CEIA DE NATAL?

(em cena, num lado do palco, está o Tibúrcio sentado numa cadeira meio de costas para a assistência e mascando afanosamente; os dentes, em semicírculo, enquadram as papilas gustativas ladeadas pelas glândulas salivares; mais ao lado a glândula gástrica e a glândula intestinal;do Tibúrcio, parte uma fila de neurotransmissores;” aventais” de plástico colorido definem as personagens – vermelho para as papilas, rosa para as glândulas salivares, branco para os dentes – dois deles com um bocado de plástico preto cosido simulando as cáries-, amarelo e verde para as outras glândulas e azul para os neurotransmissores)

Papila gustativa 1 - Farta, estou farta!

Papila gustativa 2 - Que horror! Não suporto mais!

Glândula salivar 1 - Que se passa?

Papila gustativa 1 - O Tibúrcio passa os dias a mascar. Logo pela manhã mete uma pastilha na boca e passa o dia nham, nham, nham. Já tudo me sabe a hortelã ou a morango de plástico!

Papila gustativa 2 - Nós somos papilas gustativas mas estamos a perder a capacidade de saborear.Temos que fazer qualquer coisa.

Dente - Até eu já tenho uma enorme cárie da quantidade de açucar que a porcaria da pastilha leva!

Glândula salivar 2 - Também para nós é cansativo.

Glândula salivar 1 - Somos glândulas salivares. Temos que produzir saliva para formar o bolo alimentar…

Glândula salivar 2 - Mas todo o dia a produzir saliva abundante para formar o bolo alimentar de nada…

Glândula salivar 1- Claro, aquilo não é alimento nenhum!

Glândula gástrica - E nós, as glândulas gástricas.. enganadíssimas e cansadíssimas…todo o dia a produzir suco para fazer o quimo em vão.

Glândula intestinal - E nós, as glândulas intestinais, estamos de rastos. Também produzimos suco todo o dia a pensar que vamos fazer um belo quilo…

Glândula salivar 1 - Cheio de vitaminas, sais minerais, fibras …

Glândula salivar 2 - Glúcidos, lípidos, prótidos, água…

Glândula intestinal - E nada, nadica de nada…

Papila gustativa 1 -O Tibúrcio parece um daqueles bichos grandes, um boi ou uma vaca que eu vi um dia num prado quando o Tibúrcio pôs a língua de fora.

Papila gustativa 2 - Mas esses são ruminantes, têm uma digestão diferente.

Papila gustativa 1 - Temos que fazer qualquer coisa. Vem aí o Natal, com coisas boas para saborear…

Papila gustativa 2 - Filhós, sonhos, rabanadas…

Papila gustativa 1 - bacalhau, couves, peru…

Glândula gástrica- Podíamos fazê-lo enjoar as pastilhas…

Glândula intestinal - Boa! Mandamos sinal lá para cima pelos neurotransmissores

(a glândula intestinal diz um segredo a um neuro-transmissor e a mensagem passa até chegar à cabeça do Tibúrcio que se levanta com um ar enjoado, simula um vómito, tira a pastilha da boca e atira-a para o caixote do lixo.)

(o Tibúrcio e os neurotransmissores fazem cadeia dançada; todos os outros cantam)

Que dia tão lindo hoje está

Que dia tão lindo hoje está

Que belos sabores vamos ter

(um dente mandante anuncia cada um dos nutrientes e os outros repetem)

e vitaminas

e sais minerais

e glúcidos

e lípidos

e fibras

e prótidos

e água

para aproveitar

para crescer

para viver

(e cantam com movimento à escolha )

Que dia tão lindo hoje está

Que dia tão lindo hoje está!

O sol brilhando assim assim,

O sol brilhando

O sol brilhando

O sol brilhando assim

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home