A minha fotografia
Nome:

M. Eugénia Prata Pinheiro

quarta-feira, janeiro 14, 2009

Ajustes diretos - gestões otimizadas

No Público, por José António Cerejo

"Ex-dirigente do PS vai ter de repor 133.100 euros, em 12 prestações, dos 287.980 que recebeu para fazer um trabalho que abandonou a meio.

O Ministério da Educação rescindiu em Novembro, por "incumprimento definitivo", o contrato que tinha com João Pedroso, antigo chefe de gabinete de Ferro Rodrigues e de António Guterres e membro da Comissão de Jurisdição do PS até Outubro."

O artigo do Jornalista Cerejo continua pelos meandros do negócio. Um ME hábil nas doações do dinheiro público, com ajuste direto e pagamento "à cabeça" de uns bons milhares que um professor do topo da carreira nem em dez anos de trabalho embolsaria.

O trabalho não foi feito. Resta saber se a devolução prevista de apenas uma parte da gratificante gratificação alguma vez se fará. Talvez o Jornalista Cerejo nos possa ir dando essa informação.

Verdadeiros artistas, estes Pedrosos.




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home