A minha fotografia
Nome:

M. Eugénia Prata Pinheiro

quinta-feira, junho 11, 2009

Tão "sábios"...

Vale a pena ir espreitar o site da EPIS - empresários pela inclusão social.

Preside à direcção desta instituição, tão benemérita, sábia, criativa, salvadora da escola, o senhor João Rendeiro. Pois, esse, o do BPP que está condenado à falência.

Andei pelo site a passear e descobri que esta protectora instituição existe desde 2006. Por entre fotos de encontros, almoços e jantares de estadão (que lhes tenham feito bom proveito) encontrei citações:

“Para mim, a EPIS lembra-me Prometeu: com rigor, determinação, espírito de equipa, unidade na diversidade e pluralidade de perspectivas, roubamos o fogo a Zeus para o distribuirmos aos
desafortunados da vida que, lutando, não sabem como usá-lo de modo eficiente.”
Prof. Carlos Fernandes da Silva, Professor Catedrático, Conselho Científico EPIS

Cá está. Por isso incendiaram as escolas. Os deuses nos protejam dos nossos salvadores!

Quero ainda afirmar que o sentido de tudo está exactamente no cheiro do outro e na possibilidade de sentirmos esse cheiro... isto acontece quando estamos regularmente em coaching nas escolas, frente a frente com o miúdo rebelde, com o aluno em ruptura com o sistema ou com o adolescente desorientado e sem âncora familiar. Aí, mesmo que no papel de "treinador" dos mais novos, cumpre-se em pleno a EPIS.”
Dr. Daniel Rijo

Eu é que ainda não senti o cheiro destes treinadores. Bem gostava de perceber o que fazem nesse frente a frente com os alunos. Lá num qualquer ponto dizia-se que havia que descobrir até à Páscoa os alunos em risco. Dois períodos? E depois? Como treinam? Coaching?

Contamos com a colaboração de todas as Escolas Públicas do Concelho, que prontamente aderiram a este novo desafio e com uma equipa de Mediadores altamente motivada e muito empenhada no trabalho com os professores, alunos e famílias. Acreditamos que este Projecto vai congregar esforços e vontades diferenciados, com um propósito comum: contribuir para uma maior inclusão social dos alunos abrangidos, e para reduzir as taxas de abandono e de insucesso escolar no concelho de Odivelas.”
Filomena Viegas, Câmara Municipal de Odivelas

O concelho mesmo aqui ao lado e eu sem me ter apercebido deste desafio. Talvez por cá passe algum colega de Odivelas e explique estas maravilhas.

“No Agrupamento de Escolas D. Dinis, Odivelas, o Projecto EPIS pelos seus princípios orientadores e por todas as etapas já desenvolvidas, tem-se revelado de extrema pertinência, uma vez que, desde logo, centrou no aluno a análise de uma complexa “teia”, há muito diagnosticada pelos professores: a origem sócio-económica e cultural, a estrutura familiar, o contexto das amizades (áreas suburbanas: “terras de ninguém”), as condições habitacionais...
A Instituição Escolar, conforme hoje é constituída, revela-se anacrónica por falta de recursos físicos e humanos especializados.
Assim, o Projecto EPIS é INDISPENSÁVEL pela conjunção articulada das sinergias que influenciam o combate ao insucesso e abandono escolar, através de uma metodologia rigorosa e científica. (...)
Ana Manuela Gralheiro, Presidente do Conselho Executivo
do Agrupamento de Escolas D. Dinis - Odivelas

Descobriram o que os professores há muito tinham descoberto. Foi bom, certificaram a descoberta - a tal teia. Depois houve uma conjunção articulada das sinergias que influenciam o combate ao insucesso e abandono escolar e contribuíram para o êxito do Projecto. Que bom! E se explicassem a metodologia rigorosa e científica...

Resultados e Património Líquido
Com um resultado líquido apurado no valor de 1,640,273?, o património líquido da EPIS passou de um valor de 2,161,827? no final de 2006, para um valor de 3,802,099? no final de 2007. A rubrica “depósitos bancários e caixa” apresentou um valor de 3,384,732? no final de 2007. A maior parte deste valor - equivalente a 2,800,000? - está aplicada em depósitos a prazo, com maturidades entre 6 meses e 1 ano, e remunerações de mercado preferenciais, obtidas da consulta dos bancos Associados da EPIS.

Um património líquido de três milhões não é mau. E está no banco, a prazo. O presidente da instituição é o banqueiro João Rendeiro, saberá gerir a coisa. Pena que não esteja ainda para consulta o relatório e contas de 2008.

O site merece uma visita para percebermos o que se está a passar. Eu fiquei muito mais esclarecida. Ggggrrrrrrr.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

I do accept as true with all of the ideas you have presented
in your post. They're really convincing and can certainly work. Still, the posts are very brief for novices. May just you please extend them a bit from subsequent time? Thank you for the post.
My page know memes

10:02 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home