A minha fotografia
Nome:

M. Eugénia Prata Pinheiro

quarta-feira, outubro 06, 2010

As máquinas comem todas as nossas moedas...

A Parque Escolar vai despender cerca de 800 mil euros na aquisição de máquinas de venda automática de alimentos destinadas às 104 escolas que estão a ser objecto de modernização.

Já pela minha escola houve uma máquina destas que causava grande perturbação. Uns tinham moedas para lá pôr e outros não. A máquina frequentemente comia as moedas e não deitava nada cá para fora e a confusão com as reclamações era enorme. Deu-me jeito para trabalhar ativa/passiva, afirmativa/negativa, neutra/enfática. Os "alimentos" de salutar tinham pouco.

Eu sempre levei um pão na pasta para comer a meio da manhã. Os meus filhos, mais modernos, levavam pão ou peça de fruta e ia na mochila. Sempre que fui diretora de turma passei o conselho aos pais dos alunos. Sem filas, sem dinheiro - solução simples e prática. Não há pão fresco? Ora, compra-se fresco no sábado ou no domingo e congela-se. Pode congelar-se até já separado e preparado em saquetas e em cada manhã os jovens tiram um. Descongela até ao intervalo. Ou uma maçã, uma laranja, uma banana... Se tomarem, como devem, pequeno-almoço normal em casa, o pão ou a peça de fruta são suficientes.

Tanta preocupação com os cartões eletrónicos para tudo, incluindo pagamentos, para que os alunos não andassem com dinheiro e afinal venha ele que até dará uns ganhos às escolas. Tristes negócios.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home