A minha fotografia
Nome:

M. Eugénia Prata Pinheiro

quarta-feira, fevereiro 14, 2007

E esta, heim!

Nesta escola de subúrbio poucos são os alunos com computador em casa e menos ainda os que dispõem de ligações à net. Há dias dei o meu endereço electrónico aos alunos de uma das minhas turmas de 5º ano e dois dos alunos comunicaram-me os deles.

Estando em casa a ver os testes da turma, resolvi enviar comentário sobre os respectivos trabalhos a estes alunos. Para um deles seguiu o texto que transcrevo:

Pois ainda bem que agora posso mandar ralhetes por aqui. Não dói nada nem a mim nem aos senhores alunos. Que bom!

E aí vai barafustação pequenina. A tua interpretação no teste está boa. As respostas estão completas e correctas.

O reconto do primeiro episódio que eu pedi (o ataque dos polvos) está bem estruturado. Há uma troca – quem mandou atacar foi a raia, rainha dos mares. Não desenvolveste mas não está mal.

O reconto do segundo episódio está incompleto. Não chegas à parte principal do episódio.

Há umas falhas ortográficas que não podem repetir-se – passava só pode escrever-se assim. Tu separaste o va que faz parte da forma verbal. É a marca do Imperfeito. Levasse e leva-se são formas diferentes que temos que saber distinguir. Distinguem-se pelo som ao dizê-las. Sublinhei a sílaba tónica para que experimentes. Levasse é o Imperfeito do Conjuntivo do verbo levar e leva-se é o Presente do Indicativo do verbo levar conjugado com o pronome se.

Até segunda-feira. Bom fim-de-semana. Não esqueças a escrita do verbo que pedi.

Um abraço.

Eugénia

E lá veio resposta:

olá stora Eugénia, tá-se bem







Significado possível de uma tal resposta:

O sol nasce, dá-nos vida e ilumina-nos.

Antes queria estar na praia, sol, sal, sul...

Isso é que era aceder à porta da mestria.


Pois tá-se bem, tá-se!


2 Comments:

Anonymous Zé Fernando said...

Ao menos assim não encontraste erros ortográficos...
E mais tu recebeste bem a mensagem.
A comunicação tem destas coisas simples

2:54 da tarde  
Blogger Setora said...

Então e aquele malvado verbo "tar"?
Ganha-me sempre.
Mas é verdade que vamos comunicando.
Um abraço
mãe

11:58 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home